Plantas e Frutas, formas de utilizar.

Utilizando plantas e frutas para fins medicinais

Formas de utilizar plantas e frutas

como usar Plantas e Frrutas

Existem varias formas de aproveitar os benefícios dos chás, plantas e frutas, abaixo daremos dicas de suas melhores formas de uso.

CATAPLASMA

Cataplasma é um método de uso externo e, conforme alguns casos, geralmente aplica-se a planta sobre a pele, uma camada grossa, que deve ser mantida no local durante vários minutos, com o auxílio de um pedaço de tecido. Pode também ser introduzido num saquinho de tecido fino, essa escolha de aplicação depende do tipo de vegetal e de sua agressividade. Quando este é suave, não precisamos ter receio do seu contato com a pele, mas quando é ácido ou irritante, diminui-se sua ação protegendo a pele com tecido. A temperatura da cataplasma não deve ser alta, porque a partir de cinquenta graus Celsius a maior parte das plantas perde suas propriedades revulsivas, rubefaciantes ou suavizantes. Não se pode deixar a cataplasma por mais de cinco minutos sobre a pele, sendo melhor realizar várias aplicações com um tempo de repouso, do que uma aplicação prolongada. A cataplasma é chamada também de emplastros, sempre de uso local, podendo ser usada a erva fresca, moída ou ralada em forma de papa com farinha de trigo, envolvida ou não com tecido.

LOÇÃO

Utilizando a técnica da infusão, faz-se um preparo especial e concentrado, aplicando-se este líquido ativo sobre a área a ser tratada, seguindo-se de uma demorada massagem no local. Se a massagem for rápida e com força, denomina-se fricção. Loção e fricção são utilizadas nos tratamentos de doenças da pele e dos cabelos.

BANHOS

Fazer um chá bem forte e coloca-se este líquido junto à água do banho, devendo o doente ficar em imersão neste banho por alguns minutos.

XAROPE

Consiste em cozinhar a erva, coar e levar ao fogo com açúcar. Podemos também usar a formulação de 20 colheres de sopa de açúcar com 250 ml de água, colocando para ferver até atingir o ponto desejado. Depois se coloca o sumo da planta e mistura-se bem. Geralmente utiliza-se 1 colher de sopa, 2 vezes ao dia, para adultos e 1 colher de chá duas vezes ao dia, para crianças.

Se tiver gostando de nossas postagens então CURTA E COMPARTILHE!

Receba nossos artigos por e-mail insira o seu abaixo:



Há casos, em que se podem tomar os medicamentos vegetais em forma de pó. Para consegui-lo é preciso deixar secar as partes ativas da planta durante algum tempo e, depois, tritura-las o mais fino possível. Toma-se este pó em colherinhas, muitas vezes misturado com mel. Como na tintura, os princípios ativos estão muito concentrados, por tanto deve ser cuidadosamente respeitadas às doses de acordo com a indicação médica.

COMPRESSAS

 É o processo em saturar um chumaço de algodão ou um pano de flanela dobrado com um preparado líquido ( chá, infusão ou tintura) e aplica-lo diretamente sobre a parte do corpo a ser tratada, onde se deixará a compressa por vários minutos. O tempo de aplicação depende da atividade da planta utilizada e da gravidade do transtorno.

COLÍRIO

É usado nos olhos. O colírio só deve ser preparado com plantas suaves como (centáurea, calêndula) e com concentrações fracas. Os melhores colírios são infusões leves, preparadas com água fervida, lembrando que no momento da aplicação a água deve ser morna.

CURATIVO

É uma compressa com um produto menos concentrado e que deixa de agir lentamente. Os primeiros curativos sobre um ferimento devem ser renovados de duas em duas horas aproximadamente, em seguida podemos deixa-los por mais tempo, porém sem ultrapassar a dose horas.

INALAÇÕES

São usadas frequentemente para provocar expectorações e drenagem de fluidos e secreções. Neste caso devemos pôr as ervas para ferver e quando levantar o vapor cobre-se o rosto e a panela com a infusão com um tecido ou toalha formando uma capa, e então inalamos os vapores desprendidos da planta.

GARGAREJOS

Faz-se um chá, infusão ou maceração com as ervas medicinais, principalmente para afecções da boca e da garganta, lembrando que para sua eficácia devem estar quentes.

LAVAGENS INTESTINAIS OU ENEMAS

São utilizados para enfermidades do intestino, tais como prisão de ventre etc., mas também são usados em outras afecções, incluindo problemas circulatórios e hepáticos. Devido à rápida absorção intestinal, o perigo da toxicidade é grande e ressaltamos que os preparos devem ser poucos concentrados, tais como infusões ou chás. O enema deve ser no máximo de 300 ml por dia, a uma temperatura de 37 graus.

Como você pode ver, existe varias formas de utilização do chá e de como aproveitar as plantas e frutas para fins medicinais. Você já utilizou algumas destas?

Sugiro que leia o artigo:

–  Formas de preparar um chá

Se tiver gostando de nossas postagens então CURTA E COMPARTILHE!

Receba nossos artigos por e-mail insira o seu abaixo:



Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *